Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Parlamentares aliados a Lula pretendem levar e reforçar relatório da CPMI de 8/1 a Gonet

    Relatório já foi entregue a PGR em outubro de 2023, mas quem recebeu foi Elizeta Ramos, que ocupava o cargo de procuradora-geral interinamente

    Parlamentares pretendem fazer visita a Gonet
    Parlamentares pretendem fazer visita a Gonet 13/12/2023 - Adriano Machado/Reuters

    Luciana Amaralda CNN

    Brasília

    Parlamentares aliados ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) pretendem levar e reforçar o relatório final da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) sobre os ataques de 8 de janeiro de 2023 ao procurador-geral da República, Paulo Gonet.

    A intenção é lhe entregar o documento em mãos e reforçar as propostas da CPMI em relação a investigações do caso. Isso porque, quando o relatório foi entregue à PGR – em outubro de 2023 – quem o recebeu foi a procuradora-geral da República interina, Elizeta Ramos. Ela comandou a PGR após o fim do mandato de Augusto Aras.

    A avaliação de parlamentares à CNN é de que é preciso fazer essa entrega agora a Paulo Gonet, que assumiu a PGR em dezembro, numa visita de cortesia e reforçar o conteúdo do relatório da CPMI a ele. Entre os parlamentares que pretendem fazer essa visita a Gonet estão a senadora Eliziane Gama (PSD-MA), relatora da CPMI, e os deputados federais Rogério Correia (PT-MG) e Jandira Feghali (PCdoB-RJ). Os dois últimos também foram membros da comissão.

    Embora tenha havido essa mudança no comando a PGR nos últimos meses, a instituição já vem analisando o documento. A função ficou com o subprocurador Carlos Frederico Santos, que manteve contato com parlamentares que participaram da CPMI.

    O relatório final foi aprovado em outubro do ano passado por 20 votos a 11. Com mais de 1,3 mil páginas, o documento recomenda o indiciamento de 61 pessoas, entre elas o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), por crimes como tentativa de golpe, abolição violenta do Estado Democrático de Direito e associação criminosa.

    Tópicos

    Tópicos