Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Pazuello diz que, antes de cargo no governo, não sabia o que era o SUS

    A declaração foi feita em coletiva de imprensa de lançamento de campanha do Outubro Rosa

    Natália André, da CNN, em Brasília

    Ouvir notícia

    O ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, afirmou que “nem sabia o que era o SUS”, antes de ocupar o posto no governo de Jair Bolsonaro (sem partido).

    A declaração foi feita em coletiva de imprensa de lançamento de campanha do Outubro Rosa, no prédio da pasta, ao lado da primeira-dama, Michelle Bolsonaro, e da ministra Damares Alves, da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos.

    “Eu nem sabia o que era o SUS, porque eu passei a minha vida sendo tratado, também em instituição pública, mas do Exército. Vim conhecer o SUS, a partir desse momento da vida, e compreendi a magnitude dessa ferramenta que o Brasil nos brindou”, disse o ministro na abertura do seu discurso.

    “Ela nos deu capacidade de enfrentar a pandemia da Covid-19, e nos dá capacidade de ser referência em muitas doenças, muitos combates que estão pelo país.”

    Pazuello foi o último a falar. Michelle Bolsonaro e Damares Alves apenas falaram sobre a importância da mulher cuidar do seu corpo.

    Michelle Bolsonaro, Eduardo Pazuello e Damares Alves em evento sobre o Outubro R
    Michelle Bolsonaro, Eduardo Pazuello e Damares Alves em evento sobre o Outubro Rosa
    Foto: Cláudio Reis/Agência Estado

     

    O ministro também aproveitou o evento para lembrar o posicionamento da pasta sobre o diagnóstico precoce da Covid-19. “Não tem como falarmos aqui sobre a preocupação na realização dos exames de prevenção do câncer de mama, e não reforçar da importância do diagnóstico precoce da Covid-19.”

    Desde que assumiu, mesmo interinamente, Pazuello mexeu na orientação do momento certo de buscar ajuda. Com os médicos Luiz Henrique Mandetta e Nelson Teich no comando, a pasta orientava para que se esperasse os sintomas se agravarem para não lotar os hospitais e evitar o aumento do contágio.

    Com Pazuello à frente do ministério, a orientação passou a ser de buscar atendimento assim que fossem notados os primeiros sintomas da doença. O ministro já afirmou, em diferentes momentos, que a antiga orientação pode ter aumentado o número de mortes no país.

    Mesmo sendo criticado por não ser técnico em saúde e, sim, em logística, o general do Exército é o ministro da Saúde de Jair Bolsonaro com mais tempo de atuação na pandemia. Está no cargo há mais de cinco meses.

     

    Mais Recentes da CNN