Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Eleições 2022

    Pesquisas indicam cenário eleitoral “cristalizado”, diz cientista político

    Em entrevista à CNN Brasil, Bruno Carazza dos Santos fez um balanço dos resultados da última pesquisa Ipespe/Abrapel, divulgada neste sábado (24), de intenções de voto à Presidência

    Tamara NassifVinícius Tadeuda CNN

    em São Paulo

    Em entrevista à CNN neste sábado (24), o cientista político Bruno Carazza dos Santos avaliou que as últimas pesquisas de intenção de voto confirmam uma “forte tendência de cristalização e estabilidade” para a disputa eleitoral.

    “As pesquisas Datafolha, Ipec, Quaest/Genial e, agora, Ipespe indicam um mesmo movimento: uma frágil melhora do ex-presidente Lula na liderança, mas dentro da margem de erro, e uma certa estabilidade da campanha do presidente Jair Bolsonaro”, analisou ele, também vendo estabilidade nas intenções de voto para Simone Tebet (MDB) e Ciro Gomes (PDT).

    “Elas confirmam uma forte tendência de cristalização e estabilidade para as eleições deste ano, mas ainda não são o suficiente para afirmar, de forma categórica, que a fatura será liquidada em 1º turno.”

    O comentário foi feito com base na última pesquisa Ipespe/Abrapel, que, nesta manhã, trouxe as intenções de voto para candidatos à Presidência. Nela, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) lidera com 46%, seguido pelo presidente Jair Bolsonaro (PL), com 35%.

    Na sequência, aparecem Ciro Gomes, com 6%, e Simone Tebet, com 4%. Felipe D’Avila (Novo), e Soraya Thronicke (União Brasil) não chegaram a 0,5% das citações. O primeiro turno das eleições está marcado para 2 de outubro.

    A pesquisa, segundo o Ipespe, se trata de um termômetro com base na repercussão das comunicações das campanhas dos candidatos ao cargo de presidente.

    Debate

    As emissoras CNN e SBT, o jornal O Estado de S. Paulo, a revista Veja, o portal Terra e a rádio NovaBrasilFM formaram um pool para realizar o debate entre os candidatos à Presidência da República, que acontecerá hoje a partir das 18h15, com programação especial a partir de 16h30.

    O debate será transmitido ao vivo pela CNN na TV e por nossas plataformas digitais.