Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Petistas refutam cotado do União Brasil para ministério por crítica a Lula

    No segundo turno, deputado federal Elmar Nascimento afirmou que do lado do então candidato petista "só tem condenado ou ex-presidiário"

    Gustavo UribeJoão Rosada CNN

    em Brasília

    Cotado para a nova Esplanada dos Ministérios, o deputado federal Elmar Nascimento (União Brasil-BA) passou a ser refutado por dirigentes petistas por ter criticado o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no segundo turno da campanha presidencial.

    Às vésperas do segundo turno, o líder do União Brasil na Câmara dos Deputados afirmou, de maneira indireta, em evento em Campo Formoso, que do lado do então candidato petista “só tem condenado ou ex-presidiário”.

    O áudio tem circulado no gabinete de transição e, segundo dirigentes petistas, seu conteúdo já foi comunicado a Lula. Na semana passada, Elmar esteve com Lula para discutir o espaço do União Brasil. A ideia é que o partido comande o Ministério da Integração Nacional.

    Diante da repercussão negativa da declaração, dirigentes petistas defendem que outro nome comande a pasta. São citados o senador Davi Alcolumbre (AP) e a deputada federal Professora Dorinha (TO).

    Elmar é aliado do presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL). A sua nomeação no primeiro escalão seria tanto um aceno ao União Brasil como ao dirigente da Casa Legislativa.

    O objetivo de Lula é anunciar os ministros restantes até a próxima quarta-feira (28). O petista ainda precisa definir dezesseis pastas, entre elas Planejamento, Cidades, Meio Ambiente e Comunicação.

    Procurados pela CNN, nem o União Brasil nem Elmar Nascimento responderam à reportagem.