PF não encontra investigações sobre fraudes em urnas eletrônicas

O único crime recebido pela PF das superintendências foi um caso de estelionato no Espírito Santo

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

A Polícia Federal (PF) ainda não recebeu denúncias sobre fraudes em urnas eletrônicas das superintendências regionais. A informação é do jornal O Estado de São Paulo e foi confirmada pela CNN com fontes da PF. 

De acordo com a analista da CNN Renata Agostini, a PF fez o pedido de todas as investigações realizadas desde 1996, quando os aparelhos começaram a ser usados, para atender uma solicitação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O único crime identificado até o momento foi um caso de estelionato no Espírito Santo. 

Apesar de boa parte da busca ter sido feita, ainda não foi finalizada, visto que alguns casos precisam ser pesquisados manualmente. 

O presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido) tem sido um dos principais críticos das urnas eletrônicas, que, sem apresentar provas, diz que são alvos de fraudes. Dessa forma, o voto impresso passou a ser uma das bandeiras do líder do Executivo.

Urna eletrônica lacrada em São Paulo
Urna eletrônica lacrada em São Paulo
Foto: Renan Fiuza/CNN (9.nov.2020)

(publicado por Fernada Colavitti)

Mais Recentes da CNN