Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    PL se divide sobre fechar questão contra reforma tributária

    Partido tomará uma decisão em reunião, nesta quinta-feira, com a presença de governadores e do ex-presidente Jair Bolsonaro

    Jair Bolsonaro durante reunião do PL em Brasília, em março de 2023, após retorno do ex-presidente ao Brasil
    Jair Bolsonaro durante reunião do PL em Brasília, em março de 2023, após retorno do ex-presidente ao Brasil Reprodução

    Gustavo UribeLarissa Rodriguesda CNN

    em Brasília

    O PL, de Jair Bolsonaro, está dividido sobre a votação da reforma tributária, cuja expectativa é de que ocorra até a sexta-feira (7) na Câmara dos Deputados.

    O grupo bolsonarista da legenda, incluindo o ex-presidente Jair Bolsonaro, defende que se feche questão contra a proposta. A estratégia política seria transformar a votação da reforma tributária como o primeiro teste de Bolsonaro como líder da oposição ao governo petista.

    Análise: Economistas defendem reforma tributária em manifesto

    A cúpula nacional da legenda, no entanto, de perfil pragmático, é favorável à liberação da bancada federal.

    A avaliação, compartilhada pelo dirigente nacional Valdemar Costa Neto, é de que votar contra o projeto passaria a imagem de que o partido não faz uma oposição responsável. Além disso, passaria uma sinalização negativa para o setor produtivo e o mercado financeiro, que são favoráveis à iniciativa.

    A decisão final será tomada em reunião marcada para quinta-feira (6), com a participação dos principais dirigentes do partido, na capital federal.

    Nesta quarta-feira (5), Valdemar se reuniu com os governadores de São Paulo e do Rio de Janeiro para discutir a medida.

    Os dois são favoráveis à espinha dorsal da proposta, mas defendem ajustes pontuais para que ela seja aprovada ainda neste mês.