Por novo imposto, governo trabalha em PEC para desonerar economia e igrejas

Com a PEC, o governo também pretende desmobilizar a sessão do Congresso prevista para esta quarta sobre vetos do presidente a 17 setores da economia

Caio Junqueirada CNN

Ouvir notícia

A equipe econômica trabalha na redação de uma proposta de emenda constitucional (PEC) que inclua simultaneamente a desoneração de diversos setores da economia e benefícios fiscais a igrejas em geral.

A ideia é apresentar um texto até a próxima semana. O ministro da Economia, Paulo Guedes, porém, vai oferecer o pacote mas pretende negociar em troca a aprovação pelo Congresso Nacional do imposto digital.

Leia também:
Bancada evangélica diz ter votos para derrubar veto de Bolsonaro
Bolsonaro veta parte de perdão a igrejas, mas estimula derrubada do próprio veto
Liberdade de Opinião: Garcia e Rezende abordam veto parcial de perdão a igrejas

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, já disse ao governo que topa colocar para votar o texto da PEC e o imposto digital. Agora, a articulação política entrará em campo para negociar com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, que é contra um novo tributo. 

Com a PEC, o governo também pretende desmobilizar a sessão do Congresso Nacional prevista para ocorrer nesta quarta-feira em que deputados e senadores pretendiam derrubar os vetos do presidente a 17 setores da economia. E também pretende conter o movimento da bancada evangélica de derrubar os vetos aos benefícios fiscais para religiosos.

Tópicos

Mais Recentes da CNN