Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    “Pré-candidatos vão respeitar decisão de candidato único”, diz Tebet sobre 3ª via

    Senadora pelo Mato Grosso do Sul descartou, no entanto, o ex-juiz Sergio Moro como pré-candidato ao Palácio do Planalto

    Douglas PortoGiulia Alecrimda CNN

    em São Paulo

    Ouvir notícia

    A pré-candidata à Presidência da República Simone Tebet (MDB) declarou, neste domingo (10), durante sua participação no Brasil Conference, que os pré-candidatos da terceira via irão respeitar a decisão do lançamento de apenas um nome para as eleições de 2022.

    “Todos nós estamos preparados, eu me sinto preparada para liderar essa legião que sei que existe por trás de nós, que não quer nem o atual governo, nem voltar ao passado. Eu, João Doria e Luciano Bivar que somos os pré-candidatos desse centro demos uma procuração simbólica aos presidentes do partido para analisarem quem será o nome. Todos nos obedeceremos a essa regra. Estamos reunidos porque o que queremos é o bem do Brasil”, disse Tebet.

    Em nota conjunta, os partidos União Brasil, MDB, PSDB e Cidadania concordaram em anunciar no dia 18 de maio um único “candidato de consenso”.

    “É claro que João Doria vai dizer que é pré-candidato até o final, o próprio deputado Luciano Bivar, mas todos nós temos um pacto a favor do Brasil. Estamos deixando nossos projetos pessoais porque o que interessa é o centro democrático estar no segundo turno”, continuou.

    A senadora pelo Mato Grosso do Sul descartou, no entanto, o ex-juiz Sergio Moro como pré-candidato à Presidência. “Me desculpe o ministro Sergio Moro, mas hoje ele não é, por enquanto, o pré-candidato do União Brasil, que vai ter um pré-candidato que é o Luciano Bivar”, indicou Tebet.

    O ex-juiz e ex-ministro da Justiça e Segurança Pública do governo Bolsonaro participou do encontro promovido por estudantes brasileiros em Boston, no último sábado (9), e voltou a dizer que segue à disposição para a candidatura presidencial da terceira via. Ainda alegou que seu nome tem participação importante entre os votos dos partidos de centro.

    Ao deixar o Podemos em 31 de março, e anunciar sua filiação ao União Brasil, Moro chegou a afirmar que desistiria de sua candidatura ao Palácio do Planalto “neste momento”, e que o postulante pelo partido seria o deputado federal e presidente da legenda, Luciano Bivar.

    Na última sexta-feira (8), em uma entrevista ao Atlantic Council, Moro já tinha dito que seu nome estava à disposição do União Brasil para concorrer à Presidência da República ou a qualquer outro cargo “que eles achem que possa funcionar”. Ele ainda descartou concorrer a uma vaga na Câmara dos Deputados.

    CNN realizará o primeiro debate presidencial de 2022. O confronto entre os candidatos será transmitido ao vivo em 6 de agosto, pela TV e por nossas plataformas digitais.

    Veja os possíveis candidatos à Presidência da República em 2022

     

    Mais Recentes da CNN