Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Prefeito do RS levava dinheiro para financiar atos de 7 de Setembro, diz CPI

    PF apreendeu R$ 505 mil com prefeito Gilmar João Alba; Omar Aziz diz que encaminhará denúncia sobre uso do dinheiro em atos para o ministro Alexandre de Moraes

    Evelyne LorenzettiVianey BentesBruna Ostermanda CNN Em São Paulo, Porto Alegre e Brasília

    Senadores da CPI da Pandemia informaram nesta quarta-feira (1º) que, na semana passada, a Polícia Federal apreendeu R$ 505.000,00 em espécie com Gilmar João Alba (PSL), prefeito de Cerro Grande do Sul (RS), no aeroporto de Congonhas, em São Paulo.

    Segundo os policiais, o dinheiro estava guardado em caixas de papelão dentro da bagagem de mão do passageiro.

    A carga acabou sendo detectada pelo raio-X durante a inspeção.

    Ainda segundo a PF, João Alba, conhecido como “O Gringo”, teria dito, num primeiro momento, que não sabia o valor que carregava.

    Depois, ele afirmou que a quantia era de R$ 1,4 milhão, mas não soube explicar de onde vinha o dinheiro – dizendo apenas que teria origem lícita.

    Gilmar Al
    Gilmar João Alba / Divulgação/Prefeitura

    A polícia, então, fez a contagem e chegou aos R$ 505.000,00.

    A PF também informou que o caso é investigado e, a depender da apuração, o prefeito pode responder por delitos de lavagem, na modalidade ocultação e crime contra o sistema financeiro nacional.

    O assunto chegou à CPI depois que o senador Humberto Costa (PT-PE) disse ter indícios de que o valor seria utilizado para financiar os atos do próximo dia 7 de Setembro.

    O presidente da comissão, Omar Aziz (PSD-AM), então informou que a denúncia seria levada ao ministro Alexandre de Moraes, do STF, que investiga a existência de uma organização criminosa para financiar e disseminar atos antidemocráticos.

    “Eu tive conhecimento de que o prefeito de Cerro grande do Sul foi flagrado com R$ 505 mil entrando no aeroporto de Congonhas, onde entra passageiro de jatinho, para trazer esse dinheiro para Brasília. A troco de quê? E os indícios são muito fortes de que era para financiamento do dia 7 de setembro, dessa manifestação que haverá. São indícios”, disse Aziz.

    “Nós iremos encaminhar às autoridades competentes que estão investigando esse fato. Estranha-me um prefeito do interior do Rio Grande do Sul com uma quantidade tão grande de dinheiro sendo detido pela Polícia Federal. Vamos encaminhar ao ministro alexandre de Moraes. Esse é o papel que qualquer senador ou senadora tem neste momento”, disse Aziz.

    Procurado, o prefeito ameaçou duas vezes a produção da CNN, dizendo “cuidado com o que vai dizer” e afirmou que irá se pronunciar sobre o caso na Câmara dos Vereadores no próximo dia 14.

    Ameaça de Gilmar João Alba (PSL), prefeito de Cerro Grande do Sul (RS), à CNN
    Ameaça de Gilmar João Alba (PSL), prefeito de Cerro Grande do Sul (RS), à CNN (01.set.2021) / Foto: Reprodução / CNN