PSDB sonda vice-governador de São Paulo após DEM trair Rodrigo Maia

Segundo apuração, Garcia se encontrou com João Doria e Geraldo Alckmin, presidente do PSDB em São Paulo, para um almoço nesta quarta-feira (3)

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

Após o Democratas virar as costas para Rodrigo Maia na eleição da Câmara dos Deputados, o PSDB enxergou no ato uma maneira de cooptar membros da legenda adversária. Um dos nomes sondados pelos tucanos é o de Rodrigo Garcia, vice-governador de São Paulo e filiado ao DEM. A informação é da âncora da CNN Daniela Lima.

Segundo a apuração, Garcia se encontrou com João Doria e Geraldo Alckmin, presidente do PSDB em São Paulo, para um almoço nessa quarta-feira (3), no Palácio dos Bandeirantes. A conversa durou cerca de duas horas e nenhum dos envolvidos diretamente quis falar sobre o tema.

 

Integrantes do PSDB dizem que a conversa foi para sondar a disposição de Garcia em deixar o DEM. Como Doria já disse que não tentará a reeleição para governador e deve sair para a presidência em 2022, Garcia vai assumir o posto de governador, e o PSDB quer que isso aconteça com o atual vice filiado ao partido.

A sensação generalizada é de desconfiança e pouca confiabilidade em relação ao DEM. Garcia tem dito a aliados que está no partido há 21 anos e que não vai tomar uma decisão com a temperatura alta.

Rodrigo Maia já disse que vai deixar o Democratas e o PSDB já sondou o nome do ex-presidente da Câmara dos Deputados. Outro que pode sair é o atual prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes.

O vice-governador de São Paulo, Rodrigo Garcia (DEM), fala à CNN
O vice-governador de São Paulo, Rodrigo Garcia (DEM), fala à CNN
Foto: CNN (21.jul.2020)

 

Mais Recentes da CNN