Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Relembre vezes em que Jair Bolsonaro questionou o sistema eleitoral

    Ex-presidente prestou depoimento à Polícia Federal e respondeu sobre publicação que questionava resultado das eleições de 2022

    Da CNN

    Durante seu mandato como presidente da República, Jair Bolsonaro (PL) questionou e atacou o sistema eleitoral, o resultado de eleições e as urnas eletrônicas.

    Dois dias após o ataque contra as sedes dos Três Poderes, já como ex-chefe de Estado, Bolsonaro compartilhou um vídeo nas redes sociais questionando o resultado das eleições presidenciais de 2022.

    Ele prestou depoimento à Polícia Federal (PF) nesta quarta-feira (26) e, sobre isso, afirmou que o vídeo teria sido postado por engano. A defesa também alegou que ele estaria sob efeito de morfina e que queria encaminhar a publicação para si mesmo, mas acabou cometendo um erro.

    Bolsonaro estava internado nos Estados Unidos, após ter tido dores abdominais.

    A CNN selecionou outras quatro vezes em que o ex-presidente questionou as urnas eletrônicas. Veja na arte abaixo e no vídeo destacado acima.

    Relembre vezes em que Jair Bolsonaro questionou as urnas eletrônicas e o sistema eleitoral
    Relembre vezes em que Jair Bolsonaro questionou as urnas eletrônicas e o sistema eleitoral / Arte/CNN Brasil

    Em 29 de julho de 2021, Bolsonaro fez uma live, que foi transmitida também pela TV Brasil, que é pública, e questionou as urnas eletrônicas. Ele afirmou, na ocasião, que se o voto impresso fosse derrotado na Câmara dos Deputados — o que aconteceu –, nunca mais tocaria no assunto. Estava presente também o então ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres.

    Em 12 de julho de 2022, o ex-presidente alegou que venceu no primeiro turno as eleições presidenciais de 2018 e que teria provas disso.

    Em 18 de julho de 2022, já durante o período eleitoral, Jair Bolsonaro, usando estrutura governamental, convocou mais de 70 países para questionar as urnas eletrônicas.

    Neste dia, falou que um hacker teria afirmado que as eleições de 2018 foram fraudadas e que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) teria admitido possibilidade de alteração no número, o que não condiz com a realidade, conforme reforçou Daniela Lima, da CNN.

    Em 22 de novembro de 2022, o Partido Liberal, pressionado por Bolsonaro, já tendo perdido as eleições daquele ano, questiona formalmente o funcionamento das urnas no segundo turno, mas não no primeiro.

    E em 10 de janeiro de 2023, após a tentativa de golpe em Brasília, fez uma postagem no Facebook questionando o resultado das eleições de 2022.

    *publicado por Tiago Tortella, da CNN