‘Remédios políticos são todos amargos’, diz Lira sobre erros durante pandemia

Presidente da Câmara dos Deputados discursou após reunião entre chefes dos Três Poderes sobre combate à pandemia de Covid-19 no país

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

Depois de participar da reunião com chefes dos Três Poderes, na quarta-feira (24), o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), disse que não tolera mais erros na condução da pandemia e acendeu o “sinal amarelo” para ações de contenção do coronavírus no país.

Sem dar nomes, Lira disse que “remédios políticos podem ser utilizados, são conhecidos e todos amargos; alguns, fatais”. O deputado também disse que não é possível culpar o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ou o governo federal sobre os números da pandemia, mas citou que o “espiral de erros” pode ser alvo dos tais “remédios políticos”. Ele ainda disse que a Casa não ficará votando matérias protocolares.

Na quarta-feira, Bolsonaro, Lira, o presidente do Supremo Tribunal (STF), Luiz Fux, e do Senado, Rodrigo Pacheco, se reuniram por mais de duas horas. Depois, eles fizeram pronunciamento informando a criação de um comitê da pandemia para decidir e direcionar os rumos do combate à doença no país.

Reprodução/CNN Brasil (19.fev.2021)
Arthur Lira (PP-AL) durante sessão da Câmara
Foto: Reprodução/CNN Brasil (19.fev.2021)

Mais Recentes da CNN