Rezende: Julgamento de Lula no STF foi diferenciado por sua importância política

No quadro Liberdade de Opinião, Sidney Rezende comentou decisão do plenário do Supremo que manteve a anulação das condenações do ex-presidente

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

No quadro Liberdade de Opinião desta sexta-feira (16), Sidney Rezende comentou a decisão do plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) que manteve a anulação das condenações do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) por considerar que a Justiça Federal de Curitiba não tinha competência para fazer o julgamento. 

Para o jornalista, a importância de Lula para o cenário político brasileiro resultou na celeridade do julgamento do caso no Supremo. “O Lula é uma dessas personalidades que não é unânime. Isso faz com que se tome uma decisão diferenciada”, afirmou Rezende. “Há uma diferenciação também proporcional à dimensão histórica do Lula.”

“O tratamento de tudo que envolve o Lula é diferenciado. Estamos diante de um nome que mexe com a política brasileira. Não sei se não fosse o Lula o tratamento seria o mesmo de agora, com tantas sessões, dessa maneira bem diferenciada. Tem processos na fila há muito tempo que ainda não foram vistos pelo STF. O do Lula foi visto pela importância política que ele tem. Não dá separar política de técnica. O ideal é que se tenha mais atitudes técnicas para alcançar a isenção. Mas posicionamento político temos desde o momento que acordamos até a hora que dormimos”, afirmou Rezende.

O Liberdade de Opinião tem a participação de Sidney Rezende e Alexandre Garcia. O quadro vai ao ar diariamente na CNN.

Sidney Rezende no quadro Liberdade de Opinião
Sidney Rezende no quadro Liberdade de Opinião
Foto: CNN Brasil (16.abr.2021)

As opiniões expressas nesta publicação não refletem, necessariamente, o posicionamento da CNN ou seus funcionários.

Mais Recentes da CNN