Rio Grande do Norte: veja quem são os pré-candidatos ao governo e ao Senado

Única governadora mulher, Fátima Bezerra deve tentar a reeleição; ex-ministro Rogério Marinho (PL) é aposta do presidente Jair Bolsonaro para o Senado

Palácio dos Despachos da Lagoa Nova, também conhecido como Governadoria, em Natal, centro administrativo do governo do Rio Grande do Norte
Palácio dos Despachos da Lagoa Nova, também conhecido como Governadoria, em Natal, centro administrativo do governo do Rio Grande do Norte Demis Roussos/Governo do Rio Grande do Norte

Brayan Valênciocolaboração para a CNN

Ouvir notícia

A única mulher eleita entre os 27 governadores em 2018 pretende disputar a reeleição em outubro. Fátima Bezerra (PT) foi deputada estadual e federal e era senadora quando venceu o pleito para ser chefe do Executivo do Rio Grande do Norte.

Um levantamento realizado pela CNN apontou quem são os pré-candidatos para o governo estadual e para o Senado no Rio Grande do Norte nas eleições 2022. Vale destacar que os partidos podem mudar as indicações até 5 de agosto, quando acaba o prazo para a escolha de candidatos e candidatas.

Os pré-candidatos ao governo estadual

Formada em Pedagogia, Fátima Bezerra trabalhou na rede pública de ensino em Natal. Começou sua vida política como líder de movimentos e grupos organizados, até sua primeira eleição, em 1994. Desde então, a governadora de 66 anos emendou um cargo eletivo no outro, sem perder nenhuma disputa.

Em 2018, venceu o então governador Robinson Faria, que era candidato à reeleição. Petista, Fátima conta com uma aliança ampla, com apoio do PSDB ao PCdoB na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte.

Mesmo sendo da base do governo, os tucanos tentam viabilizar uma candidatura para concorrer com a governadora. Um nome cotado é do presidente da Assembleia, Ezequiel Ferreira, que está há cinco mandatos como deputado estadual. De família tradicional da política, mantém boa relação com a governadora e recebe críticas por não se impor para tentar o cargo máximo estadual.

Quem anunciou sua pré-candidatura como nome da oposição é Fábio Dantas (Solidariedade), que foi vice-governador na gestão Robinson Faria (2015-2019) e também foi deputado estadual. Ele deve concorrer na chapa que inclui Rogério Marinho (PL), ex-ministro de Jair Bolsonaro.

O senador Styvenson Valentim (Podemos) é apontado como possível concorrente. Policial militar de 45 anos, Valentim foi o senador mais votado em 2018 e recebeu críticas do governo federal por um projeto que dificultaria o acesso da população civil à posse de armas.

O PMN, que tenta mudar de nome para Brasil 35, pode lançar Clorisa Linhares, uma servidora do Tribunal de Justiça estadual. Com a atuação como agente penitenciária, Clorisa também foi vereadora na cidade de Grossos.

Os pré-candidatos ao Senado

Suplente de Fátima Bezerra e senador desde 2019, Jean Paul Prates, também do PT, disse que não disputará a reeleição. Seu mandato se encerra neste ano, e ele indicou que deverá voltar ao status de suplente.

O cabeça de chapa que deverá ser parceiro do petista é Carlos Eduardo Alves (PDT), ex-prefeito de Natal e filho do também ex-prefeito Agnelo Alves. Em 2018, ele renunciou à prefeitura da capital para disputar o governo, mas foi derrotado no segundo turno por Fátima Bezerra. Agora, deverá estar ao mesmo lado da petista, em um acordo que envolve o PT de Lula e o PDT de Ciro Gomes no estado.

Rogério Marinho (PL) deixou o cargo de ministro do Desenvolvimento Regional para ser pré-candidato ao Senado. Com o apoio de Jair Bolsonaro (PL), tenta fortalecer a base do presidente no Rio Grande do Norte, hoje dominado por políticos de outras linhas ideológicas.

Na briga interna pela vaga entre Marinho e Fábio Faria (PSD), ministro das Comunicações, os dois chegaram a um acordo, e o filho do ex-governador Robinson Faria decidiu que não concorrerá à vaga.

O primeiro turno da eleição de 2022 está marcado para acontecer no primeiro domingo de outubro, dia 2. E, caso seja necessário, o segundo turno será realizado no dia 30 do mesmo mês.

Confira abaixo os senadores cujos mandatos terminam em 2023. As vagas deles no Senado estarão em jogo nas eleições deste ano

 

CNN realizará o primeiro debate presidencial de 2022. O confronto entre os candidatos será transmitido ao vivo em 6 de agosto pela TV e por nossas plataformas digitais.

*Com informações de Gabriela Ghiraldelli, Salma Freua Leonardo Rodrigues, da CNN

Mais Recentes da CNN