Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Saída de Dino da Justiça enfraquece ainda mais PSB no governo

    Presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ainda avalia opções para substituir Flávio Dino no Ministério da Justiça e Segurança Pública

    Lula e o ministro da Justiça, Flávio Dino
    Lula e o ministro da Justiça, Flávio Dino Adriano Machado/Reuters (15.mar.2023)

    Tainá Falcãoda CNN em Brasília

    O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ainda avalia opções para substituir Flávio Dino no Ministério da Justiça e Segurança Pública, mas já sinalizou a aliados que o PSB não deve permanecer com o comando da pasta.

    A possibilidade de perder um ministério gerou queixas entre as lideranças do partido de Dino, que ainda se ressentem pela perda do Portos e Aeroportos.

    Em setembro, Lula tirou a pasta de Márcio França (PSB-SP) para acomodar Silvio Costa Filho (Republicanos-PE), em um acordo para acomodar o centrão.

    A avaliação do presidente, no entanto, é que o PSB não tem um nome a altura de Dino para ocupar a vaga. Outro ponto levantado, segundo aliados, é o fato de a indicação ser da cota pessoal do petista. Nesse cenário, o ex-ministro do STF, Ricardo Lewandowski, aparece como opção.

    Substituta mulher

    Ainda de acordo com o entorno do presidente, Lula não se deu o compromisso de indicar uma mulher para o ministério.

    Uma das cotadas é a deputada e presidente do PT, Gleisi Hoffmann (PT-PR). Mas ela mesma já indicou que está focada nas eleições municipais de 2024.

    Simone Tebet, que também teve o nome ventilado, deve permanecer no Planejamento por decisão do próprio presidente.