Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Secretário de Educação de Belford Roxo é preso suspeito de desviar R$ 6 milhões de merenda escolar

    Prisão ocorreu durante operação da Polícia Federal e do Ministério Público Federal nesta terça-feira, no RJ

    Secretário de Educação de Belford Roxo, Denis de Souza Macedo
    Secretário de Educação de Belford Roxo, Denis de Souza Macedo Prefeitura Municipal de Belford Roxo

    Marcos Rosendoda CNN São Paulo

    O secretário municipal de Educação de Belford Roxo, Denis de Souza Macedo, foi preso na manhã desta terça-feira (08) durante uma operação da Polícia Federal e do Ministério Público Federal de combate ao desvio desvio de recursos públicos destinados ao Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), na Baixada Fluminense, no Rio de Janeiro.

    Denis de Souza Macedo foi preso em sua residência, no município de Nova Iguaçu por agentes da Polícia Federal, que também cumprem 21 mandados de busca e apreensão, expedidos pela 7ª Vara Federal da Subseção Judiciária do Rio de Janeiro, na cidade do Rio de Janeiro e em municípios da Baixada Fluminense.

    De acordo com as investigações da PF e do MPF, servidores públicos da secretaria municipal de educação de Belford Roxo, desviaram ao menos R$ 6.140.602,60.

    As fraudes eram realizadas com a participação pessoas jurídicas fornecedoras de merenda escolar e seus dirigentes. O grupo realizava pagamentos superfaturados, baseados em documentação falsa e destinados a empresas que foram contratadas para fornecer os alimentos às escolas.

    A investigação também revelou que o desvio de recursos públicos foi acompanhado do pagamento de vantagens indevidas, por parte das empresas fornecedoras de merenda, a agentes públicos do município de Belford Roxo, os quais se valeram de mecanismos de lavagem de dinheiro para ocultar e dissimular a origem ilícita dos valores recebidos.

    Os investigados poderão responder pelos crimes de documento falso, peculato, corrupção passiva e ativa, fraude à licitação e lavagem de dinheiro.

    A operação da Polícia Federal foi batizada de “Fames” uma alusão à deusa da fome na mitologia romana.

    A CNN procurou a prefeitura de Belford Roxo que se manifestou em nota. “A Prefeitura de Belford Roxo informa que não teve acesso aos autos do processo, mas confia na atuação da Justiça. A administração municipal preza pela lisura e transparência. A Prefeitura espera que os fatos sejam esclarecidos o mais rápido possível”.