Sem cargo no governo definido, Pazuello volta oficialmente ao Exército

A oficialização consta em portaria assinada pelo comandante geral do Exército, general Edson Pujol, e publicada nesta sexta-feira no Diário Oficial da União

O ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello
O ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello Foto: Isac Nóbrega/PR (16.dez.2020)

Igor Gadelhada CNN

Ouvir notícia

Sem definição sobre um possível novo cargo no governo federal, o ex-ministro da Saúde e general Eduardo Pazuello voltou oficialmente ao Exército.

A oficialização consta em portaria assinada pelo comandante geral do Exército, general Edson Pujol, e publicada nesta sexta-feira (26) no Diário Oficial da União.

De acordo com o texto, o retorno de Pazuello será contado a partir da última terça-feira (23), data em que o general foi exonerado do Ministério da Saúde.

A portaria não detalha qual posto Pazuello ocupará. O mais provável é que o general passe a ocupar um cargo de natureza militar no Ministério da Defesa.

Segundo apurou a CNN com fontes da cúpula das Forças Armadas, para Pazuello assumir postos de comando no Exército, seria necessário desalojar outros militares.

Como a CNN vem mostrando, Bolsonaro cogita nomear Pazuello para cargos no governo. Por resistência de outros ministros, porém, o presidente ainda não bateu martelo.

A ideia seria dar um cargo que mantivesse o foro privilegiado do militar no Supremo Tribunal Federal, onde ele respondia a inquérito sobre sua atuação na pandemia.

Um dia após ser exonerado do Ministério Saúde, porém, a Procuradoria-Geral da República pediu o envio do inquérito contra Pazuello para a primeira instância.

Mais Recentes da CNN