Sidney Rezende: Bolsonaro imaginou que teria outra recepção em Guaratinguetá

No quadro Liberdade de Opinião desta terça-feira (22), o jornalista avaliou a irritação do presidente Jair Bolsonaro com as perguntas de repórteres

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

No quadro Liberdade de Opinião desta terça-feira (22), Sidney Rezende avaliou a irritação do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) com as perguntas de jornalistas. Na segunda-feira (21), o presidente criticou a imprensa ao participar de uma formatura militar, em Guaratinguetá, no interior de São Paulo. Bolsonaro demonstrou irritação com uma jornalista, lamentou o número de mortes e voltou a defender o tratamento precoce.

“O presidente foi muito infeliz, e não é a primeira vez que ele destrata profissionais de imprensa de veículos diversos. Ele não foi pressionado ou constrangido pelos repórteres. O problema é muito mais nas respostas que nas perguntas. Os profissionais têm que fazer as perguntas de maneira educada, pertinente e jornalisticamente relevante. Condeno a atitude do presidente, acho que ela reaviva uma forma de tratamento da autoridade com os repórteres. […] Você não pode querer fazer com que o trabalho da imprensa seja exatamente o que você gostaria que fosse, embora ele [Bolsonaro] possa se pronunciar”, disse o jornalista.

“Lamento, acho que o presidente precisa ter mais equilíbrio emocional. […] Ele chega num lugar onde é hostilizado com ‘Fora Bolsonaro’. Ele imaginava que teria um outro tipo de recepção. Ontem ele foi completamente deselegante.” 

O Liberdade de Opinião tem a participação de Sidney Rezende e Alexandre Garcia. O quadro vai ao ar diariamente na CNN.

Sidney Rezende no quadro Liberdade de Opinião
Sidney Rezende no quadro Liberdade de Opinião
Foto: CNN Brasil (22.jun.2021)

As opiniões expressas nesta publicação não refletem, necessariamente, o posicionamento da CNN ou seus funcionários.

Mais Recentes da CNN