Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    “Somos opostos, mas cordiais”, diz Mourão após visita de Dino

    Conversa, no entanto, não demoveu o ex-vice de Bolsonaro de votar contra a indicação do ministro da Justiça ao Supremo Tribunal Federal

    Senador Hamilton Mourão (Republicanos-RS)
    Senador Hamilton Mourão (Republicanos-RS) Edilson Rodrigues/Agência Senado

    Tainá Falcãoda CNN

    Após encontro com o ministro da Justiça, Flávio Dino, o senador Hamilton Mourão (Republicanos) disse à CNN que a conversa foi “institucional”.

    “Temos respeito pelas posições de cada um. Somos opostos, mas cordiais”, disse o ex-vice-presidente.

    A conversa, no entanto, não demoveu Mourão de votar contra a indicação de Flávio Dino ao Supremo Tribunal Federal.

    Segundo fontes ligadas a Dino, o ministro ainda deve procurar outros nomes da oposição, e até mesmo Sergio Moro (União Brasil) e Flávio Bolsonaro (PL) aparecem na lista.

    Mas o filho do ex-presidente e o ex-ministro já avisaram que não querem receber o ministro, segundo apurou a CNN.

    Apesar de ameaças da oposição, o Planalto avalia que Dino terá, pelo menos, 52 votos no plenário do Senado. Para garantir a aprovação, ele precisa de 41.