Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    “Sou um soldado de Bolsonaro”, afirma ex-ministro do Turismo nomeado de novo para Embratur

    Gilson Machado é amigo do presidente e foi nomeado para cargo com mandato de 4 anos na Embratur. Equipe de Lula ainda não se manifestou

    Valter Campanato/Agencia Brasil

    Basília RodriguesGiovanna Inoueda CNN

    O presidente Jair Bolsonaro (PL) nomeou o ex-ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, novamente para o cargo de diretor-presidente da Embratur (Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo). Neto ocupou o comando da Embratur no início do governo Bolsonaro e retorna agora, no apagar das luzes da atual gestão.

    À CNN, ele afirmou que Bolsonaro sempre lhe confiou missões importantes dentro do governo e que tem “condições de contribuir muito com o turismo” a partir da Embratur.

    “Sou um soldado do presidente e nossa equipe tem sido a mesma desde que passei pela agência e pelo Ministério do Turismo. Um time de técnicos qualificados que joga bem, independente da posição”, disse ele.

    “Quero cumprir mais essa missão com todo esforço e dedicação que sempre tive em prol do turismo brasileiro. O presidente Bolsonaro sabe que pode contar comigo, e o povo brasileiro também”, concluiu.

    O ato de nomeação foi publicado, nesta sexta-feira, no Diário Oficial da União. O novo mandato é de quatro anos, estendendo durante o período do governo eleito de Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Procurada pela CNN, a equipe de transição ainda não se manifestou.

    Machado é amigo e aliado político de Bolsonaro. Durante o pico das mortes pela covid na pandemia, apareceu em live com o presidente tocando sanfona.

    Nestas eleições, Machado concorreu ao Senado pelo estado de Permambuco como candidato com apoio de Bolsonaro. Perdeu, no entanto, para Teresa Leitão (PT).