Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Suplente de senador se filia ao PSD e abre caminho para Fávaro na Agricultura

    Além de Margareth Buzetti, o segundo suplente de Carlos Fávaro, José Lacerda, também deixou o MDB nesta sexta e foi para o PSD

    Larissa RodriguesAfonso Benitesda CNN

    em Brasília

    A suplente do senador Carlos Fávaro (PSD-MT), Margareth Buzetti, se filiou, na tarde desta sexta-feira (23), ao PSD.

    Como a CNN antecipou, as negociações para que a antiga filiada ao PP fosse para a legenda comandada por Gilberto Kassab começaram como uma alternativa para que Fávaro assuma o Ministério da Agricultura no governo do presidente da República eleito, Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

    Considerada Bolsonarista, havia um temor de que se Buzetti assumisse a vaga de Fávaro no Senado seria oposição a Lula, sem contar que o PSD perderia uma cadeira na Casa. Assim, para reverter o problema, Kassab convidou a suplente para mudar de legenda.

     

    O próprio Fávaro já dava a filiação como certa desde a última terça-feira.

    Além de Margareth Buzetti, o segundo suplente de Carlos Fávaro, José Lacerda, também deixou o MDB nesta sexta e foi para o PSD. Com isso, a expectativa no partido é que a nomeação de Fávaro para a Agricultura saia na próxima semana.

    A ideia é que o parlamentar assuma uma das vagas na Esplanada na cota do PSD, além disso, com a indicação, Lula também pagaria uma espécie de dívida que tem com o senador, considerado um dos poucos a fazer a interlocução do PT com o agronegócio durante a eleição.

    Procurada pela reportagem da CNN, a assessoria de imprensa de Buzetti confirmou a mudança de partido.

    “Ela entende que é bom para o Mato Grosso um ministro do estado nesta importante pasta (Ministério da Agricultura). Então, ela está disposta a compor com a base de sustentação do governo do PT”, afirmou.

    Margareth Buzetti, senador Carlos Fávaro e José Lacerda, em evento de filiação ao PSD / Divulgação