Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Suspeita de gravação de conversa de Bruno Araújo delineou crise no PSDB

    Conteúdo de conversa entre presidente do PSDB e aliados teria chegado a João Doria e motivado saída de Araújo da coordenação de campanha do ex-governador paulista

    Da CNN

    Ouvir notícia

    O presidente do PSDB, Bruno Araújo, tem dito a aliados que uma conversa privada sua, com outras quatro pessoas foi gravada, e chegou às mãos de João Doria, pré-candidato do partido à Presidência. As informações são da âncora da CNN Daniela Lima.

    Araújo era coordenador da campanha de Doria até a sexta-feira passada (15), quando foi trocado por Marco Vinholi, presidente do PSDB em São Paulo.

    Na conversa gravada, as pessoas, que Araújo conhece há bastante tempo, pediram ao presidente do PSDB uma análise crítica sobre a situação da candidatura de João Doria e da terceira via como um todo. Nesse ambiente privado, Bruno Araújo fez um raio-x do cenário eleitoral.

    A conversa gravada chegou às mãos de Doria e foi o pano de fundo para a retirada de Araújo como coordenador da campanha do ex-governador paulista. Agora, a ordem no partido é tentar acalmar a crise.

    “Pouco agregador”

    Ao comunicar a troca, na sexta, a equipe de Doria afirmou, em nota, que Araújo teve postura “pouco agregadora”. “Araújo, que é presidente nacional do PSDB, havia sido convidado por Doria para a função. Mas em recentes manifestações durante entrevistas e encontros empresariais, relativizou a candidatura de Doria – que venceu democraticamente as prévias do partido em novembro. Essa postura, considerada pouco agregadora, motivou a decisão”, diz a nota.

    Araújo, por sua vez, se manifestou no Twitter: “Ufa! Comando que nunca fiz questão de exercer. Aliás, ele sabe as circunstâncias em que e o porque “aceitei” à época. Aliás, objetivo cumprido!”, disse o presidente do PSDB.

    Fotos – Os pré-candidatos à Presidência

    (Publicado por Marcelo Tuvuca)

    Mais Recentes da CNN