Tebet discute propostas de segurança pública com Santos Cruz

Santos Cruz defendeu maior integração entre as forças de segurança pública a partir de uma coordenação nacional do governo federal

Iuri Pittada CNN

Ouvir notícia

Pré-candidata do MDB à Presidência, a senadora Simone Tebet (MS) participou nesta terça-feira (19) de uma reunião por videoconferência sobre segurança pública com o general da reserva Santos Cruz, ex-ministro do governo Jair Bolsonaro (PL) e recém-filiado ao Podemos. Para o militar, a eleição deste ano será pautada por questões ligadas à economia e ao combate à criminalidade.

O programa de governo da pré-candidata está sob responsabilidade do ex-governador gaúcho Germano Rigotto (MDB), que também participou da reunião. Tebet demonstrou respeito às Forças Armadas – coincidentemente, a conversa ocorreu no Dia do Exército – e lembrou que seu pai foi estudante da Escola Superior de Guerra (ESG).

Santos Cruz defendeu maior integração entre as forças de segurança pública a partir de uma coordenação nacional do governo federal. Isso englobaria desde as Polícias Militar e Civil, sob responsabilidade dos governadores, às Receitas Federal e Estaduais, e as Guardas Civis Municipais, geridas pelos prefeitos.

Crítico de Bolsonaro desde que deixou a Esplanada dos Ministérios, Santos Cruz também reconheceu que a imagem das Forças Armadas tem sido desgastada por ações do atual governo.

Por sua vez, Tebet fez uma postagem em suas redes sociais na qual afirma que “a negação à tortura no regime de exceção não apaga nem a infâmia dos pretensos vitoriosos, nem o grito de dor dos torturados”.

Almoço com Bivar

Ainda nesta terça-feira, em São Paulo, Simone Tebet almoçou com outro pré-candidato, o deputado Luciano Bivar (PE), presidente nacional do União Brasil. A conversa, segundo interlocutores de ambos, foi amistosa e indica confiança de ambos de que será possível construir uma candidatura convergente até 18 de maio, prazo que os partidos da chamada terceira via estabeleceram para definir um nome – PSDB e Cidadania também fazem parte do grupo.

O União Brasil foi o último partido a definir um pré-candidato oficial – Bivar foi confirmado pela cúpula da sigla na quinta-feira (14), embora o ex-ministro Sergio Moro, recém-filiado, ainda tenha pretensões de disputar o Palácio do Planalto.

Debate

A CNN realizará o primeiro debate presidencial de 2022. O confronto entre os candidatos será transmitido ao vivo em 6 de agosto, pela TV e por nossas plataformas digitais.

Mais Recentes da CNN