Tocantins: saiba quem são os pré-candidatos ao governo e ao Senado

O governador do Tocantins eleito pelo PSL em 2018, Mauro Carlesse, renunciou ao cargo após ter sido afastado por uma denúncia de corrupção

Palácio Araguaia, em Palmas, sede do governo do Tocantins
Palácio Araguaia, em Palmas, sede do governo do Tocantins Lia Mara/Governo do Tocantins

Denise Becker*colaboração para a CNN

Ouvir notícia

Um levantamento realizado pela CNN apontou quem são os pré-candidatos ao governo estadual e ao Senado pelo Tocantins nas eleições 2022. Vale destacar que os partidos podem mudar as indicações até 5 de agosto, quando acaba o prazo para a escolha de candidatos e candidatas.

O governador do Tocantins eleito pelo PSL em 2018, Mauro Carlesse, renunciou ao cargo no dia 11 de março de 2022. Ele havia sido afastado por decisão judicial em outubro, durante uma investigação de corrupção – o vice Wanderlei Barbosa (Republicanos) assumiu o posto. Filiado ao Republicanos e agora oficialmente governador, Barbosa tem demonstrado interesse em disputar as eleições. Nascido em Porto Nacional (TO), ele já foi vereador e deputado estadual.

O engenheiro Ronaldo Dimas (PL), natural de Frutal (MG), era pré-candidato pelo Podemos, mas migrou para o o partido de Jair Bolsonaro e deve ser o representante do grupo ligado ao presidente. Ele é membro do Conselho Administrativo da Companhia de Desenvolvimento Urbano e Habitacional do Estado de São Paulo (2008-2010), a maior companhia habitacional da América Latina, e foi secretário das Cidades e Desenvolvimento Urbano (2011-2012) no Governo do Estado do Tocantins. Foi deputado federal e prefeito de Araguaína.

Paulo Mourão (PT) também é pré-candidato a governador do Tocantins. O engenheiro agrônomo é natural do município de Cristalândia; sua carreira política começou após a criação do Tocantins, com Mourão tendo sido eleito deputado federal pelo PDS em 1988, reeleito pelo PDC em 1990. Em 2004, foi eleito prefeito de Porto Nacional, pelo PT. Já em 2010 e 2018, foi derrotado em disputas ao Senado.

O pré-candidato ao governo do Tocantins Laurez Moreira trocou o Avante pelo PDT e assumiu a presidência do partido no estado. O ex-prefeito de Gurupi é advogado e é natural de Dueré.

O deputado federal Osires Damaso pode ser o candidato do PSC, partido que preside no estado. Ele é empresário e foi deputado estadual entre 2009 e 2018.

 

Os pré-candidatos ao Senado

Até o momento, poucos nomes foram definidos como pré-candidatos ao Senado pelos partidos para a única cadeira em disputa pelo Tocantins. Uma presença certa é de Kátia Abreu, do PP, concorrendo à reeleição. Abreu foi ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento durante o segundo governo da ex-presidente Dilma Rousseff e candidata à vice-presidente da República nas eleições presidenciais de 2018, na chapa com Ciro Gomes (PDT). É natural de Goiânia.. Se vencer a eleição, será a terceira conquista consecutiva, o que significaria permanecer no Senado por 24 anos.

Marcelo Miranda, ex-governador do Tocantins e ex-deputado estadual, é pré-candidato pelo MDB, que ele preside em Tocantins. O agropecuarista é natural de Goiânia. Por uma acusação de corrupção, em 2018, teve cassado seu mandato como governador do Tocantins – cargo que ocupava pela terceira vez.

Outro governador afastado que anunciou a pré-candidatura ao Senado é o próprio Mauro Carlesse (Agir). Depois de renunciar ao governo – e migrar do União Brasil para o Agir -, Carlesse agora tentará uma cadeira em Brasília. O agropecuarista foi deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa do Tocantins antes de ser eleito governador, em 2018.

Dorinha Seabra Rezende é a pré-candidata do União Brasil no estado do Tocantins. A professora, presidente do União Brasil no estado, está em seu terceiro mandato como deputada federal. É considerada uma das responsáveis pelo novo Fundo de Manutenção do Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb).

Vanderlei Luxemburgo se filiou ao PSB e foi anunciado como pré-candidato do partido ao Senado. Técnico de futebol, ele já dirigiu a seleção brasileira e é dono de uma emissora de TV no estado.

O ex-senador Ataídes Oliveira anunciou que disputará a vaga no Senado pelo Pros. Ele é advogado, empresário e assumiu o mandato de senador pelo Tocantins em 2010, após a morte de João Ribeiro, de quem era primeiro suplente. Exerceu o cargo até 2019 e tentou a reeleição, mas ficou em quinto lugar. Em 2014, chegou a disputar a eleição para o governo do estado e foi o terceiro colocado. Hoje, é o presidente do Pros em Tocantins.

O primeiro turno da eleição de 2022 está marcado para acontecer no primeiro domingo de outubro, dia 2. E, caso seja necessário, o segundo turno será realizado no dia 30 do mesmo mês.

Confira abaixo os senadores cujos mandatos terminam em 2023. As vagas deles no Senado estarão em jogo nas eleições deste ano. 

* Com informações de João Malar, Danilo Moliterno, Gabriela Ghiraldelli, Salma Freua Leonardo Rodrigues, da CNN, em São Paulo

Mais Recentes da CNN