Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Transferência para Brasília foi cancelada e Ribeiro vai passar a noite em São Paulo

    Ex-ministro e outros pastores presos farão audiências de custódia por videoconferência

    SP - PRISÃO/MINISTRO - POLÍTICA - Movimentação da imprensa em frente a Sede da Polícia Federal de Santos (SP) por conta da Prisão do ex-Ministro da Educação Milton Ribeiro na manhã desta quarta-feira (22). 22/06/2022 - Foto: MARCIO RIBEIRO/FOTOARENA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO
    SP - PRISÃO/MINISTRO - POLÍTICA - Movimentação da imprensa em frente a Sede da Polícia Federal de Santos (SP) por conta da Prisão do ex-Ministro da Educação Milton Ribeiro na manhã desta quarta-feira (22). 22/06/2022 - Foto: MARCIO RIBEIRO/FOTOARENA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO MARCIO RIBEIRO/FOTOARENA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

    Da CNN

    A transferência de Milton Ribeiro foi cancelada e o ex-ministro da Educação vai passar a noite na Superintendência da Polícia Federal em São Paulo.

    A Justiça Federal negou o pedido da defesa para que ele ficasse em São Paulo e participasse da audiência de custódia, marcada para esta quinta-feira (23), por videoconferência.

    O advogado Daniel Bialski, que defende Ribeiro, queria que a audiência de custódia fosse feita por videoconferência da capital paulista e alegou, sem sucesso, que a medida seria menos custosa para o Judiciário.

    Autoridades a par da investigação disseram à CNN, em caráter reservado, que a eventual transferência para Brasília só seria confirmada nesta quinta, já que a audiência de custódia está marcada para o início da tarde. No entanto, no início da noite, a Justiça Federal confirmou que Ribeiro e os demais presos, os pastores Arilton Moura, no Pará, e Gilmar Santos, em Brasília, farão audiências de custódia na quinta. Somente Santos fará presencialmente e os demais por videoconferência.

    (Publicada por Carolina Farias)