Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Eleições 2022

    TSE dá dois dias para Bolsonaro se defender após representação do MPE

    Prazo começa a contar assim que o presidente for intimado; a CNN procurou o Palácio do Planalto e ainda não obteve retorno

    Daniel Adjutoda CNN

    em São Paulo

    A ministra Maria Claudia Bucchianeri, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), deu ao presidente Jair Bolsonaro (PL) um prazo de dois dias para apresentar defesa sobre a alegação do Ministério Público Eleitoral (MPE) de que ele fez propaganda eleitoral antecipada ao promover reunião com embaixadores no dia 18 de julho.

    No pedido, o vice-procurador-geral Paulo Gonet solicita ainda a aplicação de multa à campanha do presidente à reeleição.

    O prazo começa a contar assim que o presidente for intimado. Após a manifestação, a ministra deverá juntar a representação do vice-procurador-geral com as de partidos políticos, que também questionaram as falas de Bolsonaro na reunião com embaixadores no TSE. A decisão valerá para todos os casos.

    A previsão, segundo fontes, é que o presidente seja intimado ainda nesta quinta-feira (11) e que, na semana que vem, a ministra decida.

    A CNN procurou o Palácio do Planalto sobre a representação do MPE, apresentada nesta quarta (10), e sobre o prazo determinado e ainda não obteve retorno.