Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Eleições 2022

    TSE identifica 60 mil casos com indícios de irregularidades em contas de candidatos

    Somados, os casos chegam a R$ 605 milhões, segundo levantamento obtido com exclusividade pela CNN

    Caio Junqueirada CNN

    A primeira rodada de fiscalização das prestações de contas parciais do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) identificou cerca de 60 mil casos em que houve doações eleitorais ou serviços contratados pelas campanhas com indícios de irregularidades que somadas chegam a R$ 605 milhões, segundo levantamento obtido com exclusividade pela CNN.

    São dez os principais indícios apontados. Os cinco mais relevantes sobre doadores de campanha são:

    1) 6 doadores falecidos doaram R$ 39,2 mil;

    2) 190 doadores desempregados doaram R$ 1,1 milhão;

    3) 423 doadores apresentaram renda incompatível com o valor doado. Somados, eles doaram R$ 6,2 milhões;

    4) 205 doadores recebem Auxílio Brasil. Somados, doaram R$ 1,7 mil;

    5) Em 10.296 caso, há concentração de doadores de uma mesma empresa a determinado candidato. Somados, alcançam R$ 5,4 milhões.

    Já sobre os fornecedores contratados para prestar serviços para as campanhas foram constatados os seguintes indícios de irregularidades:

    1) 2.502 são fornecedores de campanha constituídos em 2022 e com sócios filiados a partidos políticos. Somados, eles doaram R$ 263,6 milhões;

    2) 109 são fornecedores com sócios recebendo Auxílio Brasil. Somados, eles doaram R$ 1 milhão;

    3) 42.091 são empresas com número reduzido de empregados. Somados, eles doaram R$ 309 milhões;

    4) 889 são empresas com registro fiscal irregular na Receita Federal. Somadas, elas doaram R$ 8,3 milhões;

    5) 2.361 são fornecedores com relação de parentesco com candidato ou seu vice. Somados, doaram R$ 10,8 milhões.

    O TSE encaminhará os dados aos órgãos fiscalizadores como Ministério Público Eleitoral, Coaf, Receita, Polícia Federal e Tribunal de Contas da União. A corte não divulga para quais campanhas foram feitas as doações ou os serviços foram prestados.

    Debate

    As emissoras CNN e SBT, o jornal O Estado de S. Paulo, a revista Veja, o portal Terra e a rádio NovaBrasilFM formaram um pool para realizar o debate entre os candidatos à Presidência da República, que acontecerá no dia 24 de setembro.

    O debate será transmitido ao vivo pela CNN na TV e por nossas plataformas digitais.