União Brasil falta a encontro com dirigentes da terceira via

Lideranças ouviram apelos para agilizar indicação da chapa

Tainá Falcãoda CNN

São Paulo

Ouvir notícia

O presidente nacional do MDB, Baleia Rossi, do Cidadania, Roberto Freire, e o ex-ministro, Pimenta da Veiga, que representou o PSDB foram recebidos em São Paulo por empresários e personalidades ligadas ao movimento Derrubando Muros, entusiasta de uma candidatura de centro à Presidência.

O encontro ocorreu sem a presença de representantes do União Brasil. A sigla ameaça abandonar a composição para investir numa chapa pura, com Luciano Bivar e Sergio Moro.

“Tudo está enveredando para uma quarta via (candidatura solo do União Brasil). Mas surgiu a hipótese de que pode ter mais gente integrando o nosso grupo. Na coligação, podemos ter alguma influência. Uma pena termos perdido o União Brasil, mas quem sabe mais pra frente, dependendo do processo, possa não estar (tudo) perdido”, disse Freire no final do encontro.

Pelo PSDB, chamou atenção a presença de Pimenta da Veiga, aliado de Eduardo Leite, para substituir Bruno Araújo, que está fora do país. Outros nomes ligados ao ex-governador do Rio Grande do Sul estiveram no evento, como Paulo Serra, prefeito de Santo André e o ex-senador, José Aníbal.

Apoio da bancada tucana

Nesta semana, em Brasília, Bruno Araújo ouviu reclamações da bancada federal do PSDB sobre a candidatura de Doria. Fontes tucanas relataram reservadamente que existe uma estratégia em curso para substituir Doria e viabilizar Tasso Jereissati como vice de Simone Tebet.

Eduardo Leite não estaria descartado, mas não é a primeira opção da maioria da bancada, que avalia negativamente movimentos feitos pelo ex-governador recentemente — a exemplo do encontro com Paulinho da Força e Aécio Neves.

Adolfo Viana, líder do partido na Câmara, conversou sobre o assunto com João Doria. Na tentativa de reverter a insatisfação interna, Doria recepcionará os deputados em um jantar na próxima terça-feira, em São Paulo.

Debate

CNN realizará o primeiro debate presidencial de 2022. O confronto entre os candidatos será transmitido ao vivo em 6 de agosto, pela TV e por nossas plataformas digitais.

Mais Recentes da CNN