Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Veja a íntegra da decisão de Moraes que autorizou operação contra Ramagem

    Policiais federais estiveram no gabinete do deputado federal, no imóvel funcional ocupado por ele em Brasília e em sua casa no Rio de Janeiro

    Da CNN

    O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou nesta quinta-feira (25), a deflagração da Operação Vigilância Aproximada da Policia Federal (PF), que teve como um de seus alvos o deputado federal Alexandre Ramagem (PL-RJ), ex-diretor-geral da Agência Brasileira de Inteligência (Abin).

    Policiais estiveram no gabinete do parlamentar, no imóvel funcional ocupado por ele em Brasília e em sua casa no Rio de Janeiro.

    Ao todo foram cumpridos 21 mandados de busca e apreensão. Ao menos sete policiais federais também são investigados na ação.

    Por meio do sistema chamado First Mile, conforme a Polícia Federal, agentes da Abin monitoravam até 10 mil celulares a cada 12 meses, bastando digitar o número da pessoa.

    O software israelense foi adquirido durante o governo de Michel Temer (MDB), mas teria sido usado ilegalmente na gestão de Jair Bolsonaro (PL).

    A suspeita é de que ministros do STF, governadores, outros políticos e jornalistas tenham sido monitorados.

    Veja a íntegra do documento: