Vereador de São Paulo pede desculpas por fala racista na Câmara

“Eu peço desculpa por um contexto que eu fiz com ele e que ele faz comigo”, afirmou Camilo Cristófaro (PSB), sem informar a quem se referia; mais cedo, ele fez um comentário e disse que a situação seria "coisa de preto"

Fábio Munhozda CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

O vereador de São Paulo Camilo Cristófaro (PSB) pediu desculpas nesta terça-feira (3) após ter sido flagrado proferindo falas racistas durante uma sessão na Câmara Municipal da capital paulista. Sem saber que estava com o microfone aberto, o parlamentar fez um comentário e disse que a situação era “coisa de preto”.

Um trecho da fala do vereador passou a circular nas redes sociais. No áudio, é possível ouvir Cristófaro dizendo: “Não lavaram a calçada (…) é coisa de preto, né?”

Após a sessão, o parlamentar comentou sobre o caso em uma reunião do Colégio de Líderes da Casa. “Eu queria primeiro, se alguém se sentiu ofendido –e eu acho que deve se sentir–, eu peço desculpa por um contexto que eu fiz com ele e que ele faz comigo”, afirmou o vereador, sem informar a quem se referia.

“Então, é uma brincadeira nossa. Tanto é que ele é um cara que frequenta a minha casa. É uma pessoa que eu me orgulho”, acrescentou.

No início da tarde, a assessoria de imprensa do vereador foi procurada e disse que, “por enquanto”, não iria se manifestar sobre o assunto.

O presidente da Câmara, Milton Leite (União Brasil) afirmou que recebeu o caso com “indignação” e que levaria o assunto para ser discutido na Corregedoria da Casa. “Que o corregedor dê celeridade ao processo. O desfecho cabe aos seus membros da Corregedoria. Não dá para aceitar mais isso”, disse Leite, em nota.

Mais Recentes da CNN