Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Veto de Lula à desoneração incomoda presidente da Câmara, dizem interlocutores

    Apesar da necessidade do governo em recompor o caixa, Arthur Lira (PP-AL) não acreditava que o governo pudesse contrariar o Congresso e os 17 setores afetados

    Presidente da Câmara, Arthur Lira
    Presidente da Câmara, Arthur Lira 20/12/2022REUTERS/Adriano Machado

    Basília Rodriguesda CNN

    em Brasília

    O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), reclamou com interlocutores da decisão do governo de vetar a desoneração da folha de pagamento.

    Há pressão de lideranças para que o veto do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) seja derrubado.

    Apesar da necessidade do governo em recompor o caixa, Lira não acreditava que o governo pudesse contrariar o Congresso e os 17 setores afetados.

    A decisão pelo veto atende um pedido do ministro da Fazenda, Fernando Haddad, que alegou necessidade de recolher mais impostos para reduzir o déficit fiscal. O governo ainda mantém a perspectiva de zerar o déficit em 2024.

    Para o governo, o veto significa não perder R$ 9 bilhões. Para os setores produtivos, é pagar uma conta que há cerca de dez anos não vinha sendo cobrada.

    A desoneração da folha de pagamentos foi implantada como medida temporária em 2012, tendo sido prorrogada desde então. Neste ano, o Congresso havia decidido estender o benefício fiscal até 2027.

    Veja também – Lula veta projeto que prorroga desoneração da folha