Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Zema volta atrás e não comparece à cerimônia que marca um ano do 8 de janeiro

    Governador afirmou que recebeu informações de que o evento teria se transformado em um "evento político"

    Segundo apurou a CNN, o governador foi  pressionado por integrantes do seu partido, o Novo
    Segundo apurou a CNN, o governador foi  pressionado por integrantes do seu partido, o Novo Ane Souz/Prefeitura de Ouro Preto

    Iuri PittaBasília Rodriguesda CNN

    Brasília

    Após confirmar presença no ato de 8/1 na manhã desta segunda-feira, o governador de Minas Gerais Romeu Zema (Partido Novo-MG) desistiu de comparecer ao evento.

    Segundo apurou a CNN, o governador foi pressionado por integrantes do seu partido, o Novo.

    Zema expressou pelas redes sociais que iria comparecer a um evento institucional no Congresso, mas recebeu informações de que a cerimônia teria assumido um caráter político.

    Em vez disso, irá tratar de outros compromissos, como a dívida pública do estado de Minas Gerais.

    Mesmo assim, o governador reiterou que é totalmente a favor a democracia e que aqueles que praticaram vandalismo precisam ser punidos.

    “Grande problema no Brasil é que tudo vira disputa política e os problemas não se resolvem. Os culpados pelo vandalismo devem ser punidos. Mas o país precisa caminhar e seguir trabalhando. E é isso que tô fazendo aqui”, escreveu Romeu Zema.

    Veja o post publicado por Romeu Zema: