Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    1,4% da população brasileira doa sangue regularmente, aponta Ministério da Saúde

    Comemorado nesta sexta-feira (25), Dia Nacional do Doador destaca importância do gesto durante período de estoques baixos

    Campanha de doação de sangue, no Hemocentro de Brasília.
    Campanha de doação de sangue, no Hemocentro de Brasília. Marcelo Camargo / Agência Brasil

    Pedro Guimarãesda CNN

    no Rio de Janeiro

    No Brasil, 14 em cada mil habitantes doam sangue de forma regular nos hemocentros do Sistema Único de Saúde (SUS), segundo dados do Ministério da Saúde.

    O número, apesar de ter subido após o período mais crítico da pandemia, quando houve uma diminuição de 10% no volume de coletas, está abaixo dos 2% ideais definidos pela Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS) e dos 5% registrados em países da Europa.

    Para tentar aumentar a coleta no país, hemocentros de diversos estados promovem nesta sexta-feira (25), Dia Nacional do Doador de Sangue, homenagens às pessoas que têm esse hábito periódico.

    A celebração acontece em novembro devido à proximidade das férias, datas comemorativas de fim de ano, Carnaval, e, em 2022, a Copa do Mundo, período marcado pela baixa nos estoques.

    No Rio de Janeiro, o Hemorio lançou a campanha “Copa da Solidariedade”, que conta com a participação da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e vai presentear os doadores mais antigos.

    Além disso, uma parceria foi feita com transportes por aplicativo e o Metrô, que vão disponibilizar cupons e passagens para quem for doar.

    Do início do ano até o momento, a unidade fluminense registrou uma queda de quase três mil bolsas em relação ao mesmo período de 2021, com impacto direto ao suporte das principais emergências, maternidades e unidades de saúde do estado.

    Já em São Paulo, a Fundação Pró-Sangue promove apresentações musicais e terá a presença de mágicos e palhaços para animar doadores, pacientes, familiares e acompanhantes.

    O instituto também vai homenagear as pessoas que doam regularmente.

    A doação é utilizada por pessoas com doenças que comprometem a produção dos componentes do sangue, como hemácias, leucócitos e plaquetas, e por pacientes com câncer, além das pessoas que se submetem a cirurgias eletivas de grande porte e emergências, como acidentes de trânsito.

    Cada pessoa adulta tem em média cinco litros de sangue no organismo. Em cada doação, são retirados até 450 ml, que podem salvar até quatro vidas.

    Para doar é preciso ter entre 16 e 59 anos, pesar no mínimo 50kg, estar bem de saúde e portar um documento de identidade oficial com foto.

    Não é necessário estar de jejum, apenas evitar alimentos gordurosos nas quatro horas que antecedem a doação e não ingerir bebidas alcoólicas 12 horas antes.

    Mais informações sobre doação e endereços de hemocentros podem ser encontrados na página do Ministério da Saúde.