Governo de SP confirma 5ª morte por coronavírus no estado, a 7ª no Brasil


Da CNN Brasil, em São Paulo
19 de março de 2020 às 17:07 | Atualizado 19 de março de 2020 às 20:02

A Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo registrou nesta quinta-feira (19) o quinto caso confirmado de morte relacionada ao novo coronavírus no estado. Ao todo, são sete mortes no Brasil de pacientes com a COVID-19.

O novo óbito registrado é um homem de 77 anos, com histórico prévio de problemas de saúde.

Segundo o governo estadual, são 286 casos confirmados no estado de São Paulo. Outros 7.669 casos são considerados suspeitos. 

Veja quem foram as vítimas:

1 - São Paulo (SP)
Vítima: Homem de 62 anos, com doenças crônicas, sem histórico de viagem. Morreu dia 16, após ter ficado internado desde o dia 14 na UTI de um serviço privado.

2 - São Paulo (SP)
Vítima: Homem de 65 anos, atendido em hospital privado de São Paulo.
 
3 - São Paulo (SP)
Vítima: Homem de 85 anos, atendido em hospital privado de São Paulo.

4 - Jundiaí (SP)
Vítima: Homem de 81 anos, atendido em hospital privado de São Paulo.

5 - Miguel Pereira (RJ)
Vítima: Mulher de 63 anos, diabética e hipertensa. Apresentou sintomas no dia 15 e deu entrada em uma unidade de saúde de Miguel Pereira no dia 16. Ela teve contato com paciente confirmado que viajou ao exterior.

6 - Niterói (RJ)
Vítima: Homem, 69 anos, diabético e hipertenso. O homem apresentou os primeiros sintomas, como febre, tosse e mialgia, no último dia 11. Ele teve contato com caso confirmado que viajou para o exterior. 

7 - São Paulo (SP)
Vítima: Homem, 77 anos, com histórico prévio de problemas de saúde.

Panorama

De acordo com os números divulgados pelo Ministério da Saúde na tarde desta quinta (19), são 621 casos confirmados no Brasil. São Paulo concentra o maior número de casos, seguido pelo Rio de Janeiro, com 65 registros.

Em todo o mundo, são 207.855 casos confirmados do novo coronavírus no Brasil, com um total de 8.648 mortes, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). O país com o maior número de casos é a China, com 81.174 casos, seguido pela Itália (35.713 casos), pelo Irã (17.361) e pela Espanha (13.716).