Oncologista explica prevenção do coronavírus em pacientes com câncer

Quais os riscos da coronavírus para pessoas em tratamento contra o câncer? Essa foi a pergunta respondida pelo médico oncologista Alexandre Ferreira Oliveira

Da CNN, em São Paulo
10 de abril de 2020 às 12:41

O médico oncologista Alexandre Ferreira Oliveira, presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia Oncológica (SBCO), explicou à CNN, nesta sexta-feira (10), que pacientes em tratamento contra câncer devem redobrar os cuidados com higiene para prevenir a infecção pelo novo coronavírus.

A atenção maior deve ser com os idosos que fazem tratamento contra câncer. "Uma das preocupações em relação a esse pacientes é que muitos são idosos e a gente sabe que a letalidade do vírus é maior nessas pessoas", afirmou. "Dois terços dos pacientes com câncer são acima dos 60 anos, e muitos deles apresentam comorbidades, que associadas a um tratamento levam uma imunossupressão acentuada", completou.

O especialista ainda ressaltou que o tratamento contra o câncer não deve ser interrompido, orientou que acompanhantes sejam evitados e, quando possível, que o paciente faça a opção por consultas por teleconferência. "No passado, nós tivemos um pouco de recuo em aceitar a telemedicina, até por questões de ser implantada de maneira correta, mas agora vamos ter que lançar mão desses recurso para atender esses pacientes adequadamente", avaliou.

Oliveira ainda citou que "o câncer não para" e, por conta disso, uma solução estaria nos hospitais COVID-Free. A medida foi utilizada na Itália e consiste em reservar hospitais para pacientes em tratamento oncológico e para os quais pessoas com a COVID-19 não seriam encaminhadas. "Eventualmente, se esses leitos precisarem ser usados, logicamente serão. Mas isso garante a segurança da equipe que está cuidando desses pacientes", explica.