MPF e conselho entram na Justiça para RJ contratar mais fisioterapeutas

A Anvisa recomenda que os hospitais tenham um fisioterapeuta a cada dez leitos de UTI, o que não está acontecendo no estado

Da CNN, em São Paulo
28 de abril de 2020 às 15:30

Em destaque na linha de frente do combate à COVID-19, fisioterapeutas estão em falta no estado do Rio de Janeiro. Esses profissionais de saúde têm papel fundamental, já que são os responsáveis por manusear os respiradores pulmonares utilizados nos casos graves da doença. 

Diante deste cenário, o Ministério Público Federal (MPF) e o Conselho Federal de Fisioterapia entraram na Justiça para que mais profissionais possam ser contratados. O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), foi notificado, mas ainda não se posicionou.

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) recomenda que os hospitais tenham um fisioterapeuta a cada dez leitos de UTI (Unidade de terapia intensiva), mas a falta de profissionais tem impossibilitado isso na prática.

O estado do Rio de Janeiro tem 7.944 casos confirmados e 677 mortes causadas pela COVID-19, segundo os dados do Ministério da Saúde atualizados na segunda-feira (27).