Após mortes, Brasil ultrapassa China também em casos confirmados da COVID-19


Guilherme Venaglia, da CNN, em São Paulo
30 de abril de 2020 às 17:09 | Atualizado 30 de abril de 2020 às 18:12
Estrutura do coronavírus

Estrutura do coronavírus

Foto: CNN

O Ministério da Saúde divulgou o novo balanço da pandemia do novo coronavírus no Brasil na tarde desta quinta-feira (30). De acordo com os números divulgados pelo governo federal, o país já tem mais casos confirmados da COVID-19 do que os registrados na China, epicentro da doença respiratória.

Nas últimas 24 horas, o Brasil confirmou 7.218 casos do novo coronavírus, número mais alto desde o início da pandemia da COVID-19. totalizando 85.380 diagnósticos. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), são 84.373 casos em solo chinês.

No mesmo período, foram confirmadas 435 mortes em todo o país, elevando o total de vítimas fatais para 5.901. 

O boletim diário divulgado traz os casos que foram confirmados após o fechamento do boletim anterior, que ocorre sempre às 14h, independemente do dia em que tenham ocorrido. O sistema federal é abastecido pelas secretarias estaduais de Saúde.

O ritmo da confirmação de novos casos vem em franca ascensão nesta semana. Na segunda-feira (27), foram confirmados 4.613 casos, na terça-feira (28), 5.385 casos; na quarta-feira (29), 6.276 casos; chegando aos 7,2 mil desta sexta-feira.

O estado de São Paulo concentra o maior número de casos (28.698 casos e 2.375 mortes), seguido pelo Rio de Janeiro (9.453 casos e 854 mortes), Ceará (7.606 casos e 482 mortes), Pernambuco (6.876 casos e 565 mortes) e Amazonas (5.254 casos e 425 mortes).

Boletim sobre a situação do novo coronavírus, divulgado pelo Ministério da Saúde

Boletim sobre a situação do novo coronavírus, divulgado pelo Ministério da Saúde

Foto: Reprodução/Ministério da Saúde