MP apreende respiradores vendidos a preços abusivos na internet

 Segundo o MP, os equipamentos estavam sendo anunciados com o valor quatro vezes maior que o praticado no início de março

Bruna Gavioli Da CNN, em São Paulo
21 de maio de 2020 às 11:37
Modelo de respirador usado em UTI
Foto: Talis Mauricio/CNN

O CyberGaeco, grupo de combate a crimes virtuais do Ministério Público de São Paulo (MP-SP), apreendeu respiradores e ventiladores pulmonares que eram vendidos em redes sociais, como o Instagram, a preços abusivos.  Segundo o MP, os equipamentos estavam sendo anunciados com o valor quatro vezes maior que o praticado no início de março, o que configura crime contra a economia popular.

A apreensão das máquinas, usadas no tratamento de pacientes com Covid-19, soma-se a outros exemplos de atuação do CyberGaeco durante a pandemia. O setor do Ministério Público conseguiu retirar do ar páginas fraudulentass que vendiam produtos "milagrosos" contra a doença e também, a remoção de vídeos postados no YouTube com conteúdos que negavam a existência da pandemia.

A operação foi realizada em parceria com a 2ª Delegacia do Consumidor.