Butantan conhece tecnologia usada em vacina para Covid-19, diz Dimas Covas


Da CNN
11 de junho de 2020 às 15:16

Em entrevista exclusiva à CNN nesta quinta-feira (11), Dimas Covas, ex-coordenador do Centro de Contingência para a Covid-19 do governo de São Paulo e diretor do Instituto Butantan, falou sobre a vacina contra o novo coronavírus que será produzida pela instituição em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac Biotech, devendo estar disponível até junho de 2021.

Segundo ele, esta vacina é promissora porque já foi testada em mil voluntários na China e a tecnologia utilizada na sua produção já é conhecida pelo instituto. 

“O Butantan possui experiência. Já desenvolveu outras vacinas com essa tecnologia, como, por exemplo, a da dengue, em que foi o pioneiro no seu desenvolvimento”, explicou.

A vacina, de acordo com Covas, está sendo produzida a partir de vírus inativados, que serão responsáveis por imunizar as pessoas. 

Assista e leia também:

Vacina contra o novo coronavírus estará disponível até junho de 2021, diz Doria

Produção da vacina contra a Covid-19 em SP é uma esperança, diz infectologista

Farmacêutica começa etapa final de testes de vacina contra a Covid-19 em julho

O governador João Doria (PSDB) anunciou hoje a produção da vacina para a doença em São Paulo.

Ele destacou que, comprovada a eficácia e segurança da vacina, o Butantan terá o domínio da tecnologia do medicamento. "O maior benefício do acordo anunciado hoje, 11 de junho de 2020, é a transferência de tecnologia para produção nacional em larga escala", disse.

Serão realizados testes no Brasil com 9 mil voluntários a partir de julho, disse Doria. 

(Edição: Bernardo Barbosa)