Crianças ganham mais peso durante a quarentena, alerta endocrinologista


Da CNN, em São Paulo
27 de junho de 2020 às 00:03

Diante da quarentena, manter hábitos saudáveis de exercícios e alimentação se tornam um desafio com as limitações de espaço e a impossibilidade de sair de casa. O cenário é pior para os pais que têm de manter os filhos dentro da residência, segundo explica a doutora Claudia Cozer Kalil, médica endocrinologista do Hospital Sírio-Libanês.

“O grupo que encontra mais dificuldade para manter uma rotina durante a quarentena é o dos pais, que precisam trabalhar e ainda pensar na rotina dos filhos. Como pensar na rotina de alimentação assim? O ideal, claro, é manter uma rotina com horários definidos. Além disso, para quem puder, é interessante pedir marmitas já prontas. Para quem não conseguir, recomendo cozinhar no final de semana e deixar pronto para os outros dias.”

Leia também:

Correspondente Médico: Como lidar com o medo no retorno ao trabalho presencial?

Cláudia também trouxe dados de países europeus que já começaram a reabrir suas economias e constataram que as crianças saíram da quarentena com mais peso, e faz um alerta a pais brasileiros.

“Nos primeiros grupos que estão saindo do lockdown foi notado que as crianças ganharam peso não só pela alimentação, mas pela inatividade porque ficaram confinadas. Então é importante estimular crianças a fazerem atividades físicas dentro do ambiente em que estão. Tudo o que houver condições de ser feito dentro do isolamento é ideal.”

Sobre as saídas da dieta, Cláudia diz entender que é impossível se manter 100% regrado, especialmente no momento que estamos vivendo, mas que não se pode transformar essas exceções em regras.

(Edição: André Rigue)