“É preciso dizer às crianças o que está acontecendo,” diz psicanalista

Ele critica os pais que tentam blindar os filhos dos problemas do momento e tentam criar histórias sobre novos hábitos, como o uso de máscaras

Da CNN, em São Paulo
20 de agosto de 2020 às 18:46

A pandemia trouxe para pais novos desafios em relação à criação dos filhos. Com o isolamento social forçando o fechamento de escolas, pais passaram a conviver quase 24hs por dia com as crianças, criando novas situações de convivência. 

Para o psicanalista e psiquiatra Jorge Forbes, é natural que haja dificuldade de explicar o atual momento às crianças. Diante deste cemário, ele indica uma abordagem direta da situação, a fim de que eles não se sintam à margem do que ocorre no planeta.

Leia também

Papel de crianças na transmissão da Covid-19 é maior que se pensava, diz Harvard

Correspondente Médico: Medo da Covid-19 pode abalar o emocional das crianças?

Febre, mancha e indisposição: saiba identificar a síndrome pós-Covid em crianças

Jorge Forbes, psicanalista e psiquiatra
Foto: CNN (20.ago.2020)

“Você deve tratar a criança de acordo com suas perguntas e angústias. A criança suporta muito mais o momento, com coerência nas atitudes. Importante colocar ela como parte integrante para que não fique à margem dos problemas.”

Ele critica os pais que tentam blindar os filhos das questões e tentam criar histórias sobre novos hábitos, como o uso de máscaras.

“Pais tentam mentir para crianças, alguns fantasiando e outros dizendo que nada mudou. Precisamos falar claro com elas e dizer exatamente o que está acontecendo. Caso contrário, a criança se frustra, o que pode levar à violência,” diz Forbes.

“O que é negativo é fantasiar, dizer que a máscara é uma nova moda. É importante brincar, mas não o tempo inteiro”, afirma.

(Edição: Sinara Peixoto)