Correspondente Médico: Como é calculada a eficácia de vacinas contra Covid-19?


Da CNN, em São Paulo
17 de novembro de 2020 às 10:32


 

O neurocirurgião Fernando Gomes explicou no quadro Correspondente Médico desta terça-feira (17) como é medida a eficácia de uma vacina contra a Covid-19, como a anunciada pela farmacêutica Moderna na segunda (16), que promete 94,5% de eficácia

"Ela é eficaz no intuito de fazer o sistema imunológico da pessoa produzir anticorpos e tenha essa memória para que quando tenha contato com o vírus possa rapidamente bloquear a ação dele. Imagina uma criança que vai fazer uma prova que vale de 0 a 10. É como se ela tirasse 9,4", exemplifica.

Leia também
Moderna afirma que sua vacina é 94,5% eficaz contra a Covid-19
Ministério da Saúde recebe representantes da Pfizer para ouvir proposta
Pfizer testará distribuição de vacina contra a Covid-19 em 4 estados dos EUA

O neurocirurgião Fernando Gomes  (17.nov.2020)

O neurocirurgião Fernando Gomes (17.nov.2020)

Foto: Reprodução/CNN 

Ele diz também se é pedir demais esperar 100% de eficiência. "Sempre a gente busca o perfeito, mas na prática a gente percebe que a vacina é importante no combate à pandemia, mas a própria OMS recomenda para não relaxar as atenções, porque ela é um dos recursos que temos para combater o problema".

(Publicado por: André Rigue)