Vacinação contra Covid-19 pode começar em 11 de dezembro nos EUA


Da CNN
22 de novembro de 2020 às 11:55 | Atualizado 22 de novembro de 2020 às 14:19


 
O chefe do programa de vacinas contra a Covid-19 dos Estados Unidos, Moncef Slaoui, disse à CNN que os americanos podem receber as primeiras vacinas contra a Covid-19 a partir de 11 de dezembro.

O responsável do governo pelo desenvolvimento de uma vacina condicionou o início da vacinação à aprovação da Pfizer por um comitê, que se reúne no dia 10 de dezembro.

Moncef Slaoui disse que, se aprovada a vacina, a imunização pode começar no dia seguinte. O plano é distribuir as vacinas a locais de imunização dentro de 24 horas após a aprovação -- o que pode ocorrer em 11 ou 12 de dezembro.

Leia mais:
Agência dos EUA autoriza uso emergencial de coquetel de anticorpos da Regeneron
Brasil registra mais 32 mil casos e 376 mortes por Covid-19

Não haverá vacinas para todos inicialmente -- os primeiros grupos a serem vacinados devem ser profissionais da saúde, idosos e pessoas com condições preexistentes.

Slaoui disse ainda que o nível de eficácia esperado da vacina é de 95%, e espera-se que 70% da população seja imunizada, o que pode levar à imunidade de rebanho no mês de maio de 2021. "Eu realmente espero ver que o nível de percepção negativa sobre a vacina caia, e a aceitação da população aumente. Isso será crítico para nos ajudar. A maioria das pessoas precisa ser imunizada antes que nós possamos voltar à normalidade".

Dr. Moncef Slaoui
Dr. Moncef Slaoui
Foto: CNN


 


Moncef Slaoui disse à CNN ainda que ele espera que as crianças estarão aptas a receber a vacina por volta da metade do próximo ano.

Slaoui disse que, durante os testes, as crianças mais novas a receber a vacina tinham entre 12 e 14 anos de idade.

(Clique aqui para ler a reportagem original, em inglês).

Ilustração da potencial vacina contra Covid-19 da farmacêutica Pfizer
Ilustração da potencial vacina contra Covid-19 da farmacêutica Pfizer
Foto: Dado Ruvic/Reuters (30.out.2020)