Escócia é o primeiro país do mundo a fornecer absorventes menstruais gratuitos

Nas redes sociais, a campanha Period Poverty defende que nenhuma mulher deveria arcar com os custos de uma menstruação

Giulia Alecrim*, da CNN, em São Paulo
25 de novembro de 2020 às 19:50
Foto: Instagram/ Monica Lennon

A Escócia tornou-se o primeiro país no mundo a fornecer, gratuitamente, absorventes menstruais e produtos utilizados durante a menstruação para todas as mulheres. A medida foi aprovada pelo parlamento nessa terça-feira (24).

A lei foi aprovada pelo parlamento escocês por unanimidade, após ter sido apresentada há mais de um ano. A principal autora da medida, Monica Lennon, discursou durante a sessão.

“Todos concordamos que ninguém deve se preocupar com a origem de seu próximo tampão, absorvente ou material reutilizável. Estamos prestes a aprovar essa legislação, que é líder mundial. A Escócia não será o último país a deixar a “period poverty” (menstruação de baixa renda) do período para a história, mas temos a chance de ser o primeiro”. 

Nas redes sociais, a campanha Period Poverty defende que nenhuma mulher deveria arcar com os custos de uma menstruação, que deveriam ser um direito universal, e não um luxo.

Os absorventes menstruais também deverão estar disponíveis em escolas, faculdades e banheiros públicos. A distribuição deverá ser realizada pelas autoridades locais. 

Os “produtos menstruais” mencionados na lei são todos os artigos manufaturados cujo objetivo é absorver ou coletar o fluxo menstrual, podendo ser absorventes externos ou internos, além das versões reutilizáveis, como os de pano e os coletores menstruais. 


(*Supervisão de Giovanna Bronze)