Reino Unido não analisou dados da Pfizer cuidadosamente como os EUA, diz Fauci

Anthony Fauci, conselheiro da Casa Branca, disse que reguladores britânicos não analisaram vacina da Pfizer - aprovada no país - com tanto cuidado quanto os EUA

Por Shelby Lin Erdman, da CNN
03 de dezembro de 2020 às 03:26
Anthony Fauci fala durante audiência no Senado dos EUA
Anthony Fauci, considerado o principal infectologista dos EUA
Foto: Al Drago/Reuters (30.jun.2020)


Os reguladores de saúde britânicos que autorizaram a vacina contra a Covid-19 da Pfizer nesta quarta-feira (2) não examinaram os dados do ensaio tão cuidadosamente como a Food and Drug Administration (FDA) - agência reguladora dos EUA - está fazendo em sua revisão, disse o Dr. Anthony Fauci, conselheiro da Casa Branca e diretor do Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas.

“A maneira como a FDA está fazendo isso é a maneira correta”, disse Fauci em uma entrevista à Fox News.

Leia também:
'Vacina da Pfizer é viável apenas para grandes metrópoles', diz especialista

Vacina pode ser armazenada em geladeira por 5 dias, diz diretor da Pfizer

“Nós realmente examinamos os dados com muito cuidado para garantir ao público americano que essa é uma vacina segura e eficaz”, disse ele.

“Acho que, se fizéssemos menos, aumentaríamos a já existente hesitação por parte de muitas pessoas em tomar a vacina, porque estão preocupados com a segurança ou preocupados que fomos muito rápidos (na análise)”

Fauci disse que é importante que os americanos sintam confiança em uma possível vacina contra Covid-19.

“Svocê for rápido e o fizer superficialmente (a análise dos dados), as pessoas não vão querer ser vacinadas”, disse ele.

“Temos o padrão ouro de uma abordagem regulatória com o FDA. O Reino Unido não fez isso com tanto cuidado e eles estão alguns dias à frente”, disse ele. “Não acho que isso faça muita diferença. Estaremos lá. Estaremos lá muito em breve. ”