Coordenador de testes da Pfizer: aprovação nos EUA facilita trabalho da Anvisa

Para Cristiano Zerbini, a agência brasileira não precisa fazer 'um retrabalho' ao avaliar a liberação para a vacinação emergencial

Da CNN, em São Paulo
14 de dezembro de 2020 às 10:49 | Atualizado 14 de dezembro de 2020 às 10:55


A aprovação da vacina da Pfizer contra a Covid-19 no Reino Unido e nos Estados Unidos deve facilitar seu uso mais rapidamente no Brasil, na avaliação do coordenador dos testes da vacina da farmacêutica no país, Cristiano Zerbini, que conversou com a CNN na manhã desta segunda-feira (14).

"Tenho a impressão que o trabalho da Anvisa foi muito facilitado pela aprovação da autoridade sanitária do Reino Unido e do FDA (Food and Drug Administration, agência reguladora norte-americana), não precisa ter um retrabalho", avalia.

Leia também:
Comitê dos EUA autoriza oficialmente uso da vacina da Pfizer no país
'Brasil pode ter a mesma organização dos EUA', diz coordenador de estudo
Pfizer e Janssen dão primeiro passo para que vacinas sejam autorizadas no Brasil

"A Anvisa pode usar elementos da produção da vacina aprovados por outras agências para facilitar o trabalho de aprovação desse certificado, que tenho certeza, se não foi conferido na sexta-feira, será entre hoje e amanhã", diz, referindo-se ao pedido de um certificado de boas práticas pela fabricação das vacinas, feito pela Pfizer e Janssen.

Ilustração de vacina contra Covid-19 da Pfizer
Foto: Saulo Angelo/Futura Press/Estadão Conteúdo

(Publicado por: André Rigue)