Cientistas analisam se vacinas funcionarão contra nova variante do coronavírus

Instituto de Pesquisa Walter Reed, do Exército norte-americano, estuda sequências genéticas da nova mutação e espera ter resposta nos próximos dias

Elizabeth Cohen, da CNN
21 de dezembro de 2020 às 11:01 | Atualizado 21 de dezembro de 2020 às 11:11
Vacinação
O funcionário pode solicitar um atestado de comparecimento no momento da vacinação
Foto: Pexels

Cientistas do Instituto de Pesquisa Walter Reed, do Exército norte-americano, esperam saber nos próximos dias se as vacinas contra o novo coronavírus podem ou não funcionar contra uma mutação do vírus que está se espalhando rapidamente em partes do Reino Unido.

Os cientistas do Walter Reed esperam que as vacinas sejam eficazes contra esta nova variante, disse o médico Nelson Michael, diretor do Centro de Pesquisa de Doenças Infecciosas do instituto.

Na quinta-feira (17), a equipe do Walter Reed começou a examinar as sequências genéticas da nova variante do Reino Unido postada online por pesquisadores britânicos.

Assista e leia também:
Mutação da Covid-19 fecha fronteiras e acende novo alerta às vésperas do Natal
O que sabemos sobre a nova variante do coronavírus
OMS: Nova variante da Covid-19 foi detectada na Dinamarca, Holanda e Austrália

A primeira etapa desse processo é uma análise feita por computador.

"A análise no computador nos permitirá avaliar o quanto de preocupação devemos ter", disse Michael. "Outras equipes ao redor do mundo também estão fazendo essa análise."

Se a análise computadorizada mostrar que há uma preocupação sobre a eficácia das vacinas, estudos precisarão ser feitos em laboratório e em animais para determinar se as vacinas funcionarão nessa variante.

(Texto traduzido; leia o original em inglês)