Recepção do avião com vacinas no RJ terá ‘batismo’ e Zé Gotinha improvisado

Serão dois carros com mangueiras de água banhando a aeronave

Pedro Duran, da CNN Brasil, no Rio de Janeiro
22 de janeiro de 2021 às 21:07 | Atualizado 22 de janeiro de 2021 às 21:21

 

Na noite desta sexta-feira (22), o avião que transportou 2 milhões de doses da vacina de Oxford da Índia para o Brasil pousará no aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, onde será recebido por uma comitiva de militares.

Numa espécie de “batismo”, o avião receberá um banho de água por bombeiros. A cerimônia foi ensaiada na tarde desta sexta-feira sob o pôr do sol. Serão dois carros com mangueiras de água banhando a aeronave.

A presidente da Fiocruz, Nisia Trinidade, falará ao lado dos ministros Eduardo Pazuello, da Saúde, e Ernesto Araújo, das Relações Exteriores. A cerimônia de recepção terá a presença do Zé Gotinha com fantasia branca de pelúcia. O escolhido foi um amigo de uma funcionária da presidência da Fiocruz.

Eduardo Luis Alves, pedreiro e motorista, descobriu que encarnaria o personagem pouco mais de uma hora antes da cerimônia. “Surpreso”, disse ele à CNN.

Funcionárias da Fiocruz improvisaram uma emenda de duas máscaras descartáveis com prendedores do tipo enforca-gato.

Cerca de 40 jornalistas foram credenciados para acompanhar a cerimônia. Três caminhões escoltarão as doses da vacina até Manguinhos, que fica a 20 minutos do Galeão, onde está a sede da Fiocruz.

Lá, o processo de conferência de estoque, controle de qualidade e rotulagem deve levar de 12 a 15 horas.