MSD interrompe desenvolvimento de suas vacinas contra a Covid-19

Farmacêutica decidiu abandonar a pesquisa após os primeiros testes demonstrarem uma eficácia abaixo da infecção natural e de imunizantes concorrentes

Jamie Gumbrecht, da CNN
25 de janeiro de 2021 às 10:18 | Atualizado 26 de janeiro de 2021 às 18:23
Farmacêutica interrompeu o desenvolvimento de vacinas contra a Covid-19
Foto: Siphiwe Sibeko/Reuters (27.ago.2020)
 

A gigante farmacêutica MSD (Merck Sharp&Dhome) anunciou nesta segunda-feira (25) que está interrompendo o desenvolvimento de suas vacinas contra a Covid-19, depois que estudos iniciais mostraram que as respostas imunológicas eram inferiores à infecção natural e outras vacinas para a doença.

A empresa disse que, no entanto, planeja submeter os resultados dos testes de Fase 1 de suas vacinas candidatas, conhecidas como V590 e V591, para publicação em um jornal revisado por pares.

Duas vacinas contra a Covid-19, da Pfizer e da Moderna, já foram autorizadas para uso de emergência nos Estados Unidos (EUA) pela agência reguladora local, a Food and Drug Administration (FDA). Ambas são cerca de 95% eficazes após duas doses.