Outros remédios não interferem na vacinação com a Coronavac, diz geriatra

O geriatra Natan Chehter reforçou, por meio do exemplo da Coronavac, que não há nenhuma contraindicação formal da vacinação contra a Covid-19

Da CNN, em São Paulo
31 de janeiro de 2021 às 19:56 | Atualizado 31 de janeiro de 2021 às 20:07


Em entrevista à CNN, o geriatra da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia Natan Chehter reforçou que não há nenhuma contraindicação formal em relação à interação de medicamentos com a vacina contra a Covid-19. Em sua fala, o profissional usou a Coronavac como exemplo.

"A não ser para as pessoas que estejam passando por uma doença aguda, temos a recomendação de que as pessoas venham se vacinar, independente de outras enfermidades ou dos remédios que tenham tomado", disse Chehter. 

O médico também falou sobre como o baixo número de idosos nos estudos da vacina de Oxford/AstraZeneca não é motivo para não aplicação do medicamento nessa população, visto que as pessoas mais velhas que foram imunizadas não sofreram efeitos colaterais graves. 

"Estamos inferindo que o benefício supera o risco."

Aplicação da vacina contra Covid-19, Coronavac, em São Paulo
Foto: Divulgação/Governo do Estado de São Paulo (17.jan.2021)